Hoje, na audiência com o senhor Presidente da República, Élvio Sousa, líder parlamentar do Juntos pelo Povo (JPP) teve a oportunidade de abordar os temas da mobilidade, transportes e saúde, como fulcrais ao desenvolvimento harmonioso da Região.

“A competitividade da Região está presa a monopólios que secam a qualidade de vida, como sejam os custos de transporte de mercadorias, a ausência prometida de um ferry para transporte de pessoas e bens, e o flagelo das listas de espera na saúde, onde a Madeira é a única região do país onde os utentes não têm os seus direitos consagrados ao nível dos tempos máximos de espera”.

Élvio Sousa, ao nível da cooperação institucional entre este governo de coligação PSD/CDS e o Movimento JPP, teve a oportunidade de transmitir a falta de auscultação entre o Governo e a oposição, pois fica cada vez mais claro que “o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, com este encontro, deu uma valente lição de democracia a Miguel Albuquerque, pois em 50 minutos fez mais do que Miguel Albuquerque num ano inteiro, ao nível de maturidade democrática”.

Recorde-se que, durante um ano de pandemia, Miguel Albuquerque nunca se prestou a dialogar com o JPP, teve uma caminhada monologante, tentou juntamente com o CDS fechar a cadeado a Assembleia e estabelecer o voto por procuração. “Falta ao presidente do Governo, aquilo que o humanismo do século XVIII referiu ser uma característica do absolutismo e do défice democrático, que é a falta de civilidade tolerante.”

Pin It on Pinterest

Share This