COMUNICADO

O Juntos pelo Povo (JPP) lamenta que, mais uma vez, se verifique o adiar do compromisso do Governo Regional, nomeadamente da Secretaria Regional da Agricultura e Pescas, na atribuição da prometida ajuda aos agricultores, pelos prejuízos decorrentes das intempéries que assolaram a Região, entre 25 de fevereiro e 05 de março de 2018.

Passados mais de 8 meses, vem agora o gabinete do secretário regional Humberto Vasconcelos, através de notícia publicada hoje na comunicação social, informar que as ajudas aos produtores de banana serão entregues “em breve”, como se este fosse um compromisso aceitável de um Governo para com agricultores, cujos prejuízos de produção rondaram os 50%.

Perante a cronologia que envolve a situação, o JPP considera o caso, no mínimo, caricato:

– Fevereiro /março de 2018: intempéries devastam as produções.

– Março: Secretaria Regional de Agricultura compromete-se, até maio de 2018, a atribuir um apoio a todos os agricultores atingidos até 80% a fundo perdido, num valor total que ronda os 1,5 milhões de euros.

– Julho: Nova garantia de que os prejuízos causados pelo temporal de fevereiro seriam pagos durante o mês de agosto.

– Outubro: ajudas aos agricultores serão entregues “em breve”.

Estamos perante um conjunto de afirmações da Secretaria Regional da Agricultura e Pescas que, no mínimo, demonstram a incoerência, a  falta de palavra e o total desrespeito por estes agricultores que aguardam, com prejuízos diários, por estes apoios.

O JPP considera que neste eterno adiar da palavra dada, num balanço de promessas difíceis de cumprir, tudo leva a crer que a incapacidade de resolução dos problemas do setor se manterão, com prejuízos incalculáveis para os agricultores, que retiram desta atividade a sua forma de subsistência. Até quando?

O deputado do JPP

Rafael Nunes

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This