O Juntos pelo Povo (JPP) está a distribuir um postal de protesto com o objetivo de alertar e procurar soluções para os problemas dos transportes aéreos, procurando envolver a população nesta questão, pedindo o seu contributo. Esta manhã, junto à placa central, na cidade do Funchal, Carlos Costa explicou a iniciativa.

– Todos sabemos que, nestas matérias, tem havido um empurrar de competências, quer da parte do Governo Regional quer do Governo da República, com os problemas a continuarem na ordem do dia e sem solução à vista.

O deputado do JPP lembra que os madeirenses e porto-santenses têm sido fortemente prejudicados, nomeadamente, com “a questão do subsídio social de mobilidade e dos preços praticados pela TAP, da falta de plano de contingência para situações de inoperacionalidade do Aeroporto da Madeira – evitando que os passageiros fiquem à mercê dos transtornos, das insuficiências e das irregularidades a que se assistem frequentemente – a questão das elevadas taxas aeroportuárias, dos limites dos ventos, entre muitos outros assuntos que prejudicam a ligação com a ilha, que se arrastam e trazem consequências para a economia regional, afetando o Turismo”.

O postal do JPP alude a estas questões, servindo de mote para que a população possa “escrever a sua mensagem, contribuindo com a sua opinião para a resolução desta problemática, podendo dirigi-la às entidades com responsabilidade na resolução destes problemas: presidente da TAP, presidente do Governo Regional ou da República, à Vice-Presidência regional ou ao Primeiro-Ministro”.

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This