No âmbito do trabalho de preparação de propostas para o Orçamento Regional 2018, o Grupo Parlamentar do Juntos pelo Povo (JPP) reuniu-se, esta tarde, com a direção da SDM – Sociedade de Desenvolvimento da Madeira.

À saída do encontro, Élvio Sousa mostrou-se preocupado “com a perda de 99 milhões na receita da Região Autónoma da Madeira e com o aumento substancial da despesa, acima dos 70 milhões, nomeadamente na despesa corrente e de capital, o que cria um desequilíbrio em matéria de sustentabilidade nas contas públicas, uma área que foi promessa do Governo PSD”.

Para o deputado do JPP, as recentes explicações do Governo, na última passagem pelo Parlamento Regional, não foram suficientemente esclarecedoras: “Alegou-se que a saída de duas empresas do Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM) representou a perda de 80 milhões, mas falta explicar ainda os restantes 19 milhões.”

O JPP considera que o CINM “detém um papel estruturante na receita da Região” e, como tal, defende “a sua continuidade, como também a credibilização e a competitividade que representa”.

Sobre o Orçamento Regional para 2018, o JPP espera “maior alívio para os contribuintes e para as empresas e ainda uma maior responsabilização do lado da despesa”.

Élvio Sousa lembra que a carga fiscal continua a ser elevada para os madeirenses, devido à ausência do diferencial fiscal, enquanto se vê “um Governo Regional a gastar acima das suas possibilidades”, originando um “contrassenso daquilo que deve ser um exemplo governativo, perante a realidade dos cidadãos”. Por isso, “o JPP estará sempre do lado do Povo, pronto para ‘puxar as orelhas’ ao Governo Regional, quando este estiver a gastar mais e a receber menos”.

 

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This