O Juntos pelo Povo (JPP) quer saber como vai passar a ser gerida a Escola Profissional de Hotelaria e Turismo da Madeira (EPHTM), já que termina este mês o período de concessão, atribuído desde 2010 ao CELF.

“Será gerida apenas pelo Governo Regional ou se haverá novo concurso para que continue a ser concessionada?”, questionou a deputada Patrícia Spínola, no final da visita às instalações e da reunião com os elementos da direção da escola.

“É preciso analisar o papel desta escola na Região. Segundo os órgãos que a dirigem, há uma grande procura de profissionais na área de hotelaria e turismo, muitos com propostas até fora da Região e do país. Estes elementos consideram que há uma falta de estratégia relativamente ao ensino destes cursos na Região, uma vez que há uma sobreposição em escolas do ensino regular, que obviamente não têm as mesmas condições que a escola hoteleira apresenta, principalmente na componente prática”, informou a deputada do JPP.

“Cabe agora ao Governo Regional encontrar a solução mais viável, em termos do Orçamento da Região, mas também para que a escola possa continuar a funcionar com os níveis de qualidade que já nos habituou, dando resposta à procura. Há imensos restaurantes que querem abrir na Madeira e alguns ainda não abriram por falta de recursos humanos”, salientou Patrícia Spínola.

Refira-se que a EPHTM tem continuado a gerar muita procura, por parte dos alunos, e garantido uma média de cerca de 90% de empregabilidade no final dos cursos.

JPP visitou a Escola Profissional de Hotelaria e Turismo da Madeira

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This