Élvio Sousa, secretário-geral do JPP, numa iniciativa realizada hoje no centro da cidade do Caniço, deu a conhecer um projeto de reabilitação patrimonial de uma das mais singulares obras de arquitetura da água: os relógios de água do Caniço.

Relembre-se que está obra foi uma promessa do JPP, que está agora a cumprir-se, “embora o PSD/CDS tivesse chumbado, na Assembleia Legislativa da Madeira, um projeto de resolução do da nossa autoria que visava preservar este património.”

O secretário-geral do JPP e líder parlamentar da bancada na Assembleia Legislativa da Madeira explicou que “o projeto de reabilitação será coordenado pela Câmara Municipal de Santa Cruz, com o apoio da Junta de Freguesia do Caniço e sob a orientação técnica do historiador de arte, professor Emanuel Gaspar, acompanhado por uma equipa interdisciplinar. O Relógio de Água da Azenha é um imóvel único da arquitetura industrial regional, associada às levadas, tendo o Caniço dois, dos três exemplares da Região. Os vereadores e deputados do JPP contribuíram monetariamente para a aquisição de um candeeiro a óleo que fará, como o original, parte da indumentária do relógio de água, porque entendemos que valorizar com autenticidade é fundamental.”

Élvio Sousa deixou também um apelo a “quem tenha informações e fotografias do original relógio de água, entretanto desaparecido, que entre em contacto com a Câmara Municipal de Santa Cruz ou com a Junta de Freguesia do Caniço.

 

 

 

Pin It on Pinterest

Share This