O Governo Regional da coligação PSD/CDS não cumpre com a palavra dada aos assistentes operacionais do Serviço Regional de Saúde da Região, nomeadamente, o suplemento remuneratório de 40 euros por mês, a partir de outubro de 2019.

Este suplemento remuneratório abrangeria todos os assistentes operacionais em funções há, pelo menos, 10 anos, cuja atividade é exercida tanto em estabelecimentos públicos como privados.

À semelhança do que acontece com os médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde, a promessa não foi cumprida. “Estamos no final do mês de janeiro de 2020 e essa promessa não foi cumprida” frisou o Presidente do Grupo Parlamentar, Élvio Sousa.

“Tive a oportunidade de confrontar o senhor Vice-presidente do Governo na Assembleia, que não respondeu”, denunciou o deputado.

Élvio Sousa lamentou que “este Governo de coligação é muito ágil a perdoar ou deixar prescrever dívidas de milhões à Segurança Social ou a gastar 11 milhões para nomeados, mas não arranja 40€ para cumprir aquilo que prometeu aos assistentes operacionais do SESARAM”.

“Estamos na presença de um Governo arrogante, com uma nova maioria, que não cumpre com a palavra aos trabalhadores”, concluiu.

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This