O JPP esteve, hoje, em Santo António para abordar a temática do chumbo na passada sexta-feira na Assembleia da República do PS, com o apoio do PSD e do CDS relativamente à possibilidade de baixar a taxa do IVA da eletricidade para as famílias e as empresas em Portugal.

 

“Nós achamos esta situação lamentável, uma vez que a proposta foi da iniciativa do JPP, foi aprovada na Assembleia Legislativa da Madeira, com os votos favoráveis de toda a oposição, inclusivamente do PS e do CDS e, mas quando chegamos à Assembleia da República estes partidos traem a confiança dos madeirenses e porto-santenses e acompanham o PS nesse chumbo. Como não somos hipócritas temos de dizer a verdade às pessoas.”

 

Élvio Sousa afirmou que a “abstenção do CDS e do PSD na Assembleia da República não foi nada mais que um apoio e uma estratégia combinada com o PS, num claro prejuízo ao nível regional para cerca de duas mil empresas da Madeira e todos os consumidores de electricidade, que ainda pagam IVA do tempo da dívida escondida da Região

 

“Isto tem de ser denunciado, demonstra uma atitude telecomandada de partidos que na Assembleia Legislativa dizem estar ao lado dos contribuintes e das empresas e que na Assembleia da Republica são bloqueados pelo centralismo de Lisboa. Essa ação tem que ser denunciada e observada pela população.”

 

Quando se defende a Autonomia, temos que ser autonomista na Região Autónoma da Madeira e defender os princípios, os valores e justiça social, seja na RAM, seja na Assembleia da República, concluiu.

 

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This