1.É absolutamente falso, aliás uma grande mentira, que haja qualquer acordo antes ou depois com as eleições regionais, entre o JPP e o PSD. A palavra dada pelo JPP é sagrada perante o eleitorado, que sempre respeitou e confiou. Assim, a notícia de hoje adiantada pelo DN, assinada pelo diretor Ricardo Oliveira, não corresponde à verdade, e é fruto de muita intranquilidade no “reino” dos novos “recém-casados” (PSD e CDS).

2. Quando um “esgalgado” pelo poder usa a chantagem para obter determinados fins, vê nas outras forças politicas a sua forma de agir. Está tudo dito. O que concluímos é que a nova coligação está artificializada pelos interesses individuais, em detrimento dos interesses da população madeirense.

3. Absolutamente mais mentirosa é a notícia, quando considera haver negociação para viabilizar contrapartidas para Santa Cruz, como se o JPP jogasse pelos mesmos dados que a partidarite tradicional!

4. Assim, para concluir, e honrando aquilo que sempre afirmei publicamente há mais de um ano, não há qualquer entendimento com o PSD, nas costas dos cidadãos. O que há –  e registo essa ansiedade – é muita intranquilidade nos partidos que “casaram” recentemente por via de acordo político. O PSD, neste momento, está a carregar o CDS às costas, e a vergar-se à mais ínfima parcela da sua incredulidade.

5. Como diz o ditado, quem em boa cama faz, nela se irá deitar.

 

Élvio Duarte Martins Sousa

Secretário-Geral do JPP

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This