O JPP reuniu, hoje, com os responsáveis da Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias empresas para a análise da situação da atividade de transporte em veículos descaracterizados, a partir de plataforma eletrónica.

Na reunião, o deputado Élvio Sousa relembrou a promessa do Presidente do Governo, Miguel Albuquerque, em 2017, ao afirmar que não autorizaria a operação na Região desses veículos descaracterizados.

“É preciso relembrar aos mais de 800 taxistas da Madeira e do Porto Santo que o Presidente do Governo deixou essa promessa de defender os profissionais de táxi, e que a adaptação à Região dessa Lei só peca por tardia, e já devia ser sido feita em 2018 e não agora com o CDS, na mini Secretaria da Economia, a fazer corte e costura para prejudicar as microempresas da Região”.

“A concorrência desleal aos táxis tem sido tolerada por este Governo Regional da Madeira, e o PSD e o CDS têm de por a mão na consciência e estimarem que dependem muitas famílias, muitos empregos deste sector dos transportes, e que a entrada desregrada na Região colocará em causa o ganha-pão das famílias, e de pequenos empresários que pagam a formação e os impostos com o fruto do seu trabalho”, salientou o Presidente do Grupo Parlamentar.

Por isso, o JPP, “dando seguimento às várias reuniões que tem mantido com várias associações do sector, chega à conclusão que o Presidente do Governo já não manda no executivo”, e que “está a reboque do CDS e dos interesses económicos daquela força politica nesta matéria”.

Pin It on Pinterest

Share This