O JPP esteve, hoje, junto ao Hospital Dr. Nélio Mendonça onde abordou a temática da dignificação das carreiras no setor da Saúde, em causa, está a falta de valorização e dignificação dos assistentes técnicos e operacionais do SESARAM.

 

O deputado do JPP, Carlos Costa, relembrou que “foram valorizadas, e bem, algumas áreas profissionais, nomeadamente os enfermeiros, os técnicos superiores de diagnostico e terapêutica, bem como os médicos, mas, não entendemos a razão pela qual, não foram abrangidos, os setores dos assistentes técnicos e operacionais.”

 

O JPP deixou uma crítica e faz “um apelo, para que o Secretário da Saúde, Pedro Ramos, possa iniciar, em conjunto com as entidades representativas dos trabalhadores e dos sindicatos, um acordo que valorize o trabalho destes técnicos e assistentes operacionais, que representam à volta de 40% dos recursos humanos do SESARAM.”

 

Carlos Costa refere que falta uma valorização das carreiras destes assistentes e que na próxima legislatura, aquilo que é uma falha do Governo Regional, deve ser corrigida. “Se por um lado os médicos, os enfermeiros e os técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica foram valorizados nas suas carreiras, os cerca de dois mil assistentes técnicos e operacionais devem ser igualmente alvo de dignificação, pois fazem todo o género de trabalho, desde a limpeza até ao apoio aos doentes.”

 

O JPP considera que “estes profissionais, não foram devidamente salvaguardados e achamos que foi uma falha do Governo Regional não ter feito essa dignificação, com maiores e melhores condições para estes assistentes técnicos e operacionais.”

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This