O Grupo Parlamentar do JPP esteve reunido com o Secretário das Finanças numa abordagem preparatória para o Orçamento Regional, um encontro onde foi possível explanar as nossas preocupações, as nossas medidas e as nossas revindicações.

O JPP reconhece que a Região atravessa um tempo complexo de recuperação económica, pelo que apresentou medidas nos mais variados setores.

No setor Económico, para recuperação das empresas, entendemos que medidas de apoio e de reforço do tecido empresarial regional, bem como uma particular atenção às pequenas e médias empresas são fundamentais. Uma maior abrangência em termos de empresas aos apoios criados pelo Governo seria igualmente pertinente.

No setor dos Transportes, o JPP quer ver cumprida a promessa do PSD e do CDS na criação de uma ligação marítima anual Madeira – Continente e caso isso não se reflita no Orçamento, o JPP irá propô-la em sede de especialidade.

A Saúde é também um setor de profunda preocupação do JPP, nomeadamente o Plano de Recuperação de Cirurgias e aguardamos que o Orçamento Regional comtemple uma verba significativa para solucionar as longas listas de espera do Serviço Regional de Saúde.

O JPP é um partido responsável e vai apresentar políticas que compensem qualquer despesa, com a criação de receita ou com a diminuição da despesa em outras áreas que entende serem supérfluas, as chamadas “gorduras” do Governo Regional. Não podemos aceitar que se gastem 21 milhões de euros com nomeados políticos, assim como não podemos aceitar injeções financeiras em Sociedades de Desenvolvimento, falidas, incapazes de comprovar o seu benéfico para a sociedade.

Relativamente às parcerias público-privadas rodoviárias, num valor total que ascenderá os 2 mil milhões de euros, o JPP entende que o valor tem de ser reequacionado, até porque existem prioridades e as prioridades não devem passar pelas parcerias público – privadas.

Consideramos, também, uma situação vergonhosa gastar 81 milhões de euros em despesas de representação, um valor que ultrapassa os orçamentos anuais de algumas Secretarias Regionais e o JPP não irá compactuar com essa situação.

Em conclusão, o JPP entende que a reunião com o senhor Secretário das Finanças foi profícua, com medidas e preocupações comuns em diversas matérias e aguardaremos a entrega do Orçamento Regional para posterior análise.

 

O Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do JPP

Rafael Nunes

 

Pin It on Pinterest

Share This