O Juntos Pelo Povo dirigiu-se ao Porto Santo para, em contacto com alguns pais e encarregados de educação de alunos que frequentam a Escola Básica e Secundária Professor Dr. Francisco Freitas Branco, perceber algumas inquietações e reclamações apresentadas por estes.

“O principal problema reside no facto de haver um atraso de mais de 6 meses na entrega da obra, ou seja, supostamente deveria ter sido entregue no início do presente ano letivo”, referiu Paulo Alves.

Um atraso cuja explicação nunca foi divulgada pela tutela nem pelos responsáveis da obra. “Existem obras concluídas, como é o caso do ginásio, mas que a escola não está autorizada a utilizar”, informou o deputado.

“Para além deste transtorno ao grupo disciplinar de Educação Física e principalmente aos alunos, outro problema grave consiste no facto de não haver cantina na escola.  Inexplicavelmente os equipamentos da cozinha, depois de estarem todos montados, terão sidos retirados, alegadamente por falta de garantias de pagamento”.

“Sem a entrega da obra, o funcionamento da escola ficará sempre condicionado em projetos como o desporto escolar, teatro, apoios educativos, entre outros”, concluiu o deputado.

Pin It on Pinterest

Share This