O Juntos pelo Povo (JPP) esteve no concelho de Santana, no dia em que se celebra o Dia Internacional do Idosos, onde abordou a temática do complemento social de pensão para pensionistas e reformados, prometido pelo Governo Regional PSD/CDS, mas que até hoje, não foi concretizado.

Élvio Sousa, líder parlamentar do JPP e porta-voz da iniciativa diz que “faltam dois meses para terminar o ano, e a promessa do Governo Regional PSD/CDS em fazer chegar este ano, aos milhares de pensionistas e reformados, um complemento social de pensão no valor de 60 euros, ainda não se concretizou.”

“Os idosos são um grupo etário que, também, aguarda o cumprimento dessa promessa do Governo Regional PSD/CDS, reforçada em março pelo senhor Vice-Presidente, Pedro Calado, que anunciou a sua execução para o segundo semestre deste ano.” O deputado afirma que “a situação económica de muitas famílias madeirenses é sensível. Muitos lares da Madeira e do Porto Santo passam por muitas carências económicas, com problemas de desemprego e seria urgente cumprir, o mais rapidamente possível, essa valência social.

Recorde-se que o JPP tem, veementemente, recordado ao Governo Regional sobre o exemplo a dar nesta fase de grave crise. “A ação passa por cortar em muitas “gorduras” desnecessárias e principescas, tais como o extenso grupo de nomeados que sorvem quase 12 milhões do erário público, e dos 28,7 milhões que enterraram, este ano, nas sociedades de desenvolvimento falidas”.

O JPP propôs, ainda, em março deste ano, como “medida de resposta ao Covid-19, a antecipação do pagamento, no primeiro semestre, desse complemento social, como “tábua de salvação” de muitos reformados, mas até ao momento, nada foi feito ou anunciado.”

 

Pin It on Pinterest

Share This