Santa Cruz é hoje um município de cara lavada, tanto no sentido estético como financeiro. Tudo devido aos ventos de mudança que conduziram o povo numa nova aposta, na qual não se viu defraudado. Um município de cara levantada, preparado para novos e grandes desafios, passada que está a fase de “arrumar a casa”.

O futuro trará maior investimento no já salvaguardado setor social, com especial cuidado para com os nossos idosos e jovens, numa perspetiva de inclusão social. Haverá reforço das parcerias com movimentos associativos e de voluntariado, aposta nas bolsas de estudo e um programa de apoio ao arrendamento jovem.

Não tendo sido possível apostar antes nesta matéria, a qualidade dos recintos desportivos será algo que o JPP também não descurará, fazendo dela uma das suas bandeiras para o próximo mandato. Como cidade turística, Santa Cruz verá requalificada a sua frente-mar, resolvendo também carências ao nível de estacionamentos devido à crescente procura desta centralidade económica e social.

Será dada continuidade aos investimentos na reabilitação das escolas com pré e 1ºciclo do concelho, fornecendo aos alunos e restante comunidade educativa, melhores condições de trabalho e aprendizagem. Quanto aos acessos, indispensáveis na promoção de qualidade de vida, serão repavimentados vários caminhos em todas as freguesias, assim como serão reabilitados diversos espaços públicos, entre eles o Mercado Municipal do Santo da Serra e o Largo da Achada, na Camacha.

Como também acredito na imensa sabedoria dos eleitores, custa-me a crer que os mesmos caiam em cantigas de quem diz que “vai fazer mais e muito melhor” quando tais declarações partem do candidato do partido que levou Santa Cruz à bancarrota durante décadas! Confesso que tal declaração até me assusta porque, se pretendem fazer mais ainda do que fizeram, só pode ser pior! Numa coisa concordamos, haverá maior dispersão de votos atendendo ao número de candidaturas, mas mais uma vez, cabe ao povo tornar o seu voto útil. Também ficamos descansados porque uma das promessas eleitorais do PSD de Santa Cruz é não fazer perseguição política aos funcionários da autarquia!!?

Se houve excessos na linguagem durante este último mandato autárquico? Para poder fazer a devida avaliação teria de ter pertencido aos órgãos autárquicos anteriores para conhecer com que linhas se cosia o discurso do PSD no poder. Pelo que sei, não muito diferente daquilo que hoje condenam. Contudo, má educação não deve ser respondida à letra e quando assisti, atualmente, a momentos desse género, acreditei piamente que as palavras proferidas retratavam dor, perseguições e assuntos mal resolvidos em outros tempos. E que sabia eu para criticar tantas ofensas guardadas no peito?… Quem não se sente não é filho de boa gente. E Filipe Sousa sente, corre-lhe nas veias o pulsar do povo que o viu crescer fiel aos seus princípios. Por isso, e por tudo o mais que os factos provam, é ele o melhor Presidente para Santa Cruz!

 

Patrícia Spínola

Patrícia Spínola

Deputada Parlamentar em Juntos pelo Povo
Professora licenciada em Ciências da Educação – 1º Ciclo do Ensino Básico pela Universidade da Madeira; Pós-Graduada em Habilidades Sociais e Competências Profissionais para a Gestão em Organizações Públicas e Privadas pela Universidade de Cádiz; Mestranda em Ciências de Educação – Supervisão Pedagógica, na Universidade da Madeira; Deputada Municipal no concelho de Santa Cruz; Membro da Comissão Alargada da CPCJ-Santa Cruz.
Patrícia Spínola

Latest posts by Patrícia Spínola (see all)

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This