Em Santa Cruz, a vitória do JPP nas últimas eleições autárquicas não deixou margem para dúvida. O trabalho realizado e as propostas para o futuro foram aprovadas pela população com larga maioria.

Esta aceitação teve, como é óbvio, o outro lado, que foi a rejeição das propostas dos restantes partidos.

Um ano depois deste referendo popular, através do legítimo e democrático ato eleitoral, e apenas porque se aproximam novas eleições, assiste-se a uma autêntica romaria dos partidos, subitamente interessados no bem de Santa Cruz, o que seria de louvar, não fora o caso da romaria ter outros interesses que não são compatíveis com os reais interesses de quem aqui vive.

É assim que esta romaria dos interesseiros atira a tudo o que me mexe, coloca em causa o que foi votado pela população, e volta a exercer a demagogia e a mentira fácil.

Mas a romaria, tal como as caravanas, passam e o importante é não desviarmos o rumo e, sobretudo, a vontade que foi sufragada por aqueles que em nós confiaram.

E este rumo tem fortes pilares que não podem, nem vão ser abalados por circunstâncias, por entusiasmos externos e por exercícios mais ou menos estéreis de demagogia.

Para já, está aí o Orçamento para 2019, que consubstancia o programa que apresentamos à população e que mereceu a ampla concordância do eleitorado.

Um programa que reforça o social, que começa a encarar de frente o atraso estrutural em áreas como as redes de distribuição de água e as infraestruturas de tratamento. Que tem responsabilidade ambiental e um sério compromisso com o futuro. Que olha para o património e a cultura como bens essenciais. Sobretudo, um programa que quer devolver a este concelho o orgulho, a esperança e um futuro.

As romarias dos interesseiros vão continuar a passar, com data e hora marcada pelas agendas políticas de cada um. Mas eu sei, e o povo de Santa Cruz sabe que depois destes entusiasmos circunstanciais ficaremos de novo a sós e poderemos apenas contar com os que cá estão a tempo inteiro, com os que amam esta terra e a querem próspera, responsável, de cabeça erguida, e com planos e programas sustentados.

Que passem as romarias, que nós continuaremos a lutar por Santa Cruz, tendo como única agenda o nosso futuro comum.

*Artigo de opinião publicado no Diário de Notícias / 26-10-2018

Filipe Sousa
Filipe Sousa

Latest posts by Filipe Sousa (see all)

Observação:

– A responsabilidade das opiniões emitidas nos artigos de opinião são, única e exclusivamente, dos autores dos mesmos, pois a defesa da pluralidade de ideias e opiniões são a base deste espaço criado no site;
– Os posicionamentos ideológicos e políticos do JPP não se encontram refletidos, necessariamente, nos artigos de opinião contemplados nesse mesmo espaço de opinião.

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This