O Juntos pelo Povo (JPP) esteve esta manhã à entrada do porto do Funchal, para defender um projeto de revitalização da zona, especificamente junto à lota do Funchal, incluindo a criação de uma nova rampa de embarque/desembarque para os ferries.

“Há apenas uma rampa Ro-Ro no porto do Funchal, que está a ser utilizada pelo Lobo Marinho. Como está a decorrer já uma segunda versão do caderno de encargos para a linha marítima entre a Madeira e o continente era importante que o Governo Regional repensasse seriamente na criação de uma nova alternativa, nomeadamente com uma rampa para carga rodada, mas também para embarque e desembarque de passageiros”, defendeu Carlos Costa.

O deputado do JPP lembra que o porto do Caniçal também pode ser alternativa, mas dá preferência ao Funchal para a construção da nova rampa, atendendo também ao projeto que o Governo Regional tem para redimensionar aquele local, incluindo a requalificação da lota do Funchal.

“Somos de opinião que a estratégia devia passar por transferir a lota do Funchal para o Caniçal e aí sim, reabilitar e melhorar aquele espaço na zona este da ilha. Para o porto do Funchal, o Governo Regional devia abrir um concurso, um plano de ideias para redimensionar toda esta zona, tornando-a mais atrativa e aprazível para os turistas que nos visitam”, afirmou Carlos Costa, revelando mais pormenores sobre a ideia defendida pelo JPP:

“É fundamental alterar esta imagem de degradação, muitas vezes com maus odores. Para isso, é necessário revitalizar o espaço com equipamentos públicos, incluindo a criação da segunda rampa de desembarque para os ferries, que é essencial para atrair mais armadores.”

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This