O deputado do Juntos pelo Povo (JPP), Paulo Alves, esteve esta manhã em Santa Cruz denunciando uma situação que já se arrasta há anos e que, inclusivamente, já foi alvo de denúncia por parte de moradores da Freguesia de Santa Cruz, da Junta de Freguesia e do próprio Grupo Parlamentar do JPP, nomeadamente:

  • O zonamento de tarifário, tal como se encontra atualmente, não respeita os reais limites da Freguesia, prejudicando os residentes que ali vivem. E isto é uma situação que se arrasta há anos, mesmo após vários alertas da população, que já entregou um abaixo-assinado e da própria Junta de Freguesia, que tenta, desde 2014, agendar uma reunião com Secretaria Regional com a tutela dos Transportes;
  • Após várias tentativas via telefone, finalmente, em 2015, mais precisamente, a 11 de março de 2015, a Secretaria Regional com a tutela dos Transportes, através do Chefe de Gabinete, “respondeu e cito está a decorrer a elaboração do PIETRAM – Plano integrado estratégico dos transportes da RAM – pelo que a sua questão será devidamente enquadrada nos desenvolvimentos daquele Plano”;
  • Já no ano de 2016 (fevereiro de 2016), quando em Consulta do PIETRAM, o grupo parlamentar do JPP fez esta mesma proposta de alteração para que o zonamento de tarifário, na zona específica de Santa Cruz, coincidisse com os limites da Freguesia e sede de Concelho de Santa Cruz porque, aquilo que se verifica (de forma caricata, há anos!) é que, desde a Capela de Santo Amaro, qualquer residente paga menos para ir até Machico (Freguesia e Concelho vizinho), do que ir até à sua Freguesia e Concelho tratar de documentação necessária para o seu dia a dia, por exemplo. “E olharmos para as crianças, ainda se torna mais caricato (ridículo até). A sua escola de residência fica, obviamente, na Freguesia de Santa Cruz mas, o transporte público sai mais caro do que ir até à Freguesia vizinha”;
  • “Temos assim que, toda a reta atrás do aeroporto, o Moinho do Valente, os Remédios, São Sebastião, a Terça, o Janeiro, a Relação, João Frino, zonas que pertencem à Freguesia e Concelho de Santa Cruz são consideradas zonas de Machico! Estes santacruzenses continuam a pagar mais caro para vir até à sua Freguesia do que ir comer um gelado à Freguesia vizinha”;
  • “Esta situação foi alvo de alerta por parte do GP do JPP, na Assembleia Legislativa da RAM, em plenário, mas o resultado é o que se vê…quase 2 anos depois, tudo se mantém exatamente na mesma”.

“Pergunta-se: o que é necessário para que o Governo Regional proceda às devidas alterações deixando de prejudicar estes residentes?

Já tivemos um abaixo-assinado da população, a participação do grupo parlamentar na consulta pública, a denúncia/alerta para esta situação em plenário, por deputados legitimamente eleitos para a defesa dos interesses da população…Neste momento, e mais uma vez, o JPP alerta para esta situação e, inclusivamente, dará entrada a um diploma próprio a recomendar ao Governo Regional que faça as devidas alterações que mais não são do que uma medida de equidade e justiça para a população destas zonas que estão penalizadas há anos pelo desgoverno no âmbito dos Transportes”.

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This