Gerir um concelho é muito mais do que fazer o óbvio. A pertença a um território, o orgulho na terra é também missão dos que abraçam um projeto público.

Por isso é que paralelamente ao investimento e ao nosso papel tradicional, a gestão que temos implementado em Santa Cruz não tem descurado toda uma vertente que tem por objetivo engrandecer este concelho e criar o orgulho de viver nesta terra.

Lembro, a propósito, o lançamento do concurso para uma marca e para um hino, bem como a vertente histórica e de memória que teve o assinalar dos nossos 500 anos.

Este mesmo espírito tem animado todas as nossas atividades culturais e recreativas, que têm sido pensadas com o objetivo de diferenciar e honrar aquele que é o nosso património cultural e histórico, mas também as potencialidades deste concelho.

Queremos fazer de Santa Cruz não um local de passagem, mas um lugar de paragem obrigatória, que saiba acolher quem aqui vive e quem nos visita.

O último exemplo deste nosso projeto é o investimento feito nas iluminações e decorações de Natal.

A nossa população merece e reconhece que nunca este concelho teve um Natal tão forte.

Santa Cruz recuperou financeiramente e agora quer deixar marca, quer ser um território de forte identidade, de diferenciação e de acolhimento.

Estamos conscientes do efeito multiplicador que estas ações podem ter na economia e no setor turístico, que é parte substancial do nosso tecido empresarial.

Mas também sabemos os efeitos que esta aposta tem em quem aqui vive e que, de repente, sente que a sua terra faz a diferença, que aqui também se aposta, que dá gosto passear e ver as coisas acontecerem. Que não é preciso ir ao concelho vizinho para sentir o verdadeiro espírito desta festa que é tão nossa.

É isto que queremos quando falamos em criar uma marca, um sentido de pertença, um orgulho na terra e nas suas gentes.

Isto também faz um concelho e com ele tudo o que gira à volta, da economia ao social, da cultura ao património, das raízes ao

futuro.

Santa Cruz faz a diferença este Natal com o reforço nas iluminações, com os quadros de Natal, com o trabalho das nossas escolas e dos nossos CAO. Afinal, este é um projeto coletivo. A autarquia investe mas não quer deixar ninguém à margem. Queremos esta forma de gerir inclusiva, esta participação, este construir de uma identidade atuante.

Creio que estamos no bom caminho, creio que não podemos deixar nenhuma destas vertentes esmorecerem. Queremos continuar o investimento tradicional, mas também a construção de um concelho orgulhoso de si, de um concelho que sabe pertencer e criar pertença em quem aqui vive. Queremos colocar Santa Cruz no mapa pela importância estratégica que tem, mas também por aquilo que nos diferencia e que acolhe o que de mais profundo pode ter um território: uma forma de ser, de estar e de receber.

Nesta data tão importante, convido todos a visitarem Santa Cruz e desejo aos de cá e aos de fora um Natal de paz, alegria e prosperidade.

ÉLIA ASCENSÃO
Vereadora da Câmara Municipal de Santa Cruz

*Artigo de opinião publicado no JM / 19-12-2018

Observação:

– A responsabilidade das opiniões emitidas nos artigos de opinião são, única e exclusivamente, dos autores dos mesmos, pois a defesa da pluralidade de ideias e opiniões são a base deste espaço criado no site;
– Os posicionamentos ideológicos e políticos do JPP não se encontram refletidos, necessariamente, nos artigos de opinião contemplados nesse mesmo espaço de opinião.

Artigos Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This